Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

O Espírito da Festa

de Olivier Nakache e Eric Toledano

muito bom

Perante muitas das escolhas possíveis que temos actualmente em cartaz em Portugal, esta talvez não fosse a escolha mais óbvia. Optando por algo mais light e divertido, e tendo em conta o trabalho anterior dos realizadores do filme, Le Sens de la Fête é a escolha descontraída, de quem quer ver algo agradável e descomplicado.

 

Max (Jean-Pierre Bacri) é um organizador de casamentos cuja modernidade dos requisitos do oficio se estão a tornar muito dificies de gerir. Naquele que pondera ser o último evento de casamento organizado por si, Max tem de lidar com as indignações dos seus colaboradores, com o mau feitio do seu braço direito Adèle (Eye Haidara), com as excentricidades do cantor da banda James (Gilles Lellouche), ao mesmo tempo que lida com o fim do seu próprio casamento e com o relacionamento que vive em segredo com uma das suas colaboradoras, Josiane (Suzanne Clément). Para piorar as coisas, as exigências do vaidoso noivo vão para além das esperadas e a noite mais feliz da vida dos noivos, pode se transformar numa das piores da vida de Max e da sua equipa.

 

Tal como em Intouchables (2012) ou Samba (2014), Olivier Nakache e Eric Toledano abordam mais um vez a multiculturalidade e os problemas entre classes sociais em França, deixando-nos ser nós próprios a julgar ou não o que assistimos. Comparado com os seus últimos trabalhos, é inferior e menos exigente no que toca aos personagens, menos complexo no estilo narrativo, colando-se um pouco a outros filmes inseridos num tema de bastidores, que cai na repetição para levar avante as convicções de cada personagem. O mais engraçado desta experiência, é tentar desvendar o que mais irá correr mal no decorrer da noite, e os percausos meio que inesperados são o que fazem com que pequenos momentos no decorrer da trama, nos encantem e divirtam. Assim nos vamos adaptando, ou não fosse esse o lema de Max, o personagem principal.

Review overview

Summary

Le Sens de la Fête é feito de altos e baixos, mas no final todos nós ficamos a sentir o verdadeiro espírito da festa, e isso é o que realmente importa.

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,