Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Triplo 9

de John Hillcoat

mediano

John Hillcoat a jogar pelo seguro. Em demasia. Triple 9 é um thriller de acção, com um elenco cheio de nomes sonantes, incapaz de satisfazer ao se revelar apenas mais um de muitos dentro género, sem grande originalidade ou surpresas.

Um grupo de policias corruptos e ex-militares de Atlanta (Chiwetel Ejiofor, Anthony Mackie, Aaron Paul, Norman Reedus e Clifton Collins Jr.) a mando da impiedosa Irina Vlaslov (Kate Winslet), membro da máfia russa, a quem prestam serviços arriscados a troco de dinheiro, planeiam um último grande assalto antes de desfazerem o existente pacto com o diabo. Cada um com os seus motivos – a maior parte deles apenas por ganancia e poder – começam a organizar o esquema perfeito, que terá de envolver o conhecido código policial “999”(officer down) concentrando todas as atenções na morte de um policia em campo, enquanto outros têm tempo para realizar um assalto perfeito. Que policia sacrificar? Chris Allen (Casey Affleck) sobrinho do sargento detective da esquadra (Woody Harrelson) recém chegado à cidade, ainda não familiarizado com os novos colegas e ambiente na cidade.

A energética sequência de abertura, onde o decorrer de um assalto a um banco é seguido de uma intensa perseguição automóvel, desperta a pouco e pouco curiosidade, mas assim que nos são revelados os personagens tudo começa a perder o interesse. A falta de desenvolvimento dos personagens e buracos irritantes no enredo, deixam muito a desejar. Quando damos por nos estamos numa teia de inúmeros clichés e cenas totalmente previsíveis que gradualmente vão prejudicando a experiência final. Os twists nem sequer o chegam a ser, pois passado meia hora de filme adivinhamos onde certamente irá parar. Por incrível que pareça, Casey Affleck acaba por ser o personagem mais interessante de todos, e o seu tempo de ecrã é talvez dos menores.

O elenco poderoso é totalmente desperdiçado, num enredo superficial e previsível, onde o final sabe a pouco e nada surpreende.

Review overview

Summary

O elenco poderoso é totalmente desperdiçado, num enredo superficial e previsível, onde o final sabe a pouco e nada surpreende.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
2.5 10 mediano

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *