Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Pokémon Detetive Pikachu

de Rob Letterman

mediano

Para quem viveu os seus tempos de meninice no princípio deste século, é praticamente impossível que não se tenha deixado levar, em algum momento, pelo fenómeno Pokémon, espalhado em dezenas de videojogos, livros, filmes e séries de televisão, bem como toneladas dos mais diversos tipos de merchandising. Ainda a VHS vivia uma época próspera (enquanto o DVD, aos poucos, lhe ia roubando terreno) quando a primeira leva de desenhos animados da marca chegou ao terceiro canal generalista, instaurando um surto de febre Pokémon entre a petizada que, ao contrário de tantas outras modas, permaneceu ao longo dos anos seguintes, entre os novos miúdos e os antigos que entretanto cresceram, em variadas formas e feitios – antes deste Detetive Pikachu não nos esqueçamos que, há pouco tempo, dezenas de pessoas andavam pelas ruas de qualquer cidade “à caça” destes bichinhos graças a uma aplicação de telemóvel.

 

Detetive Pikachu é uma continuação da propagação dos Pokémons para mais um filme – o primeiro em imagem real -, que aproveitou a popularidade renovada dada pela tal app para trazer este universo de volta ao grande ecrã. Nele há umaintriga policial, em que o Pikachu, desta vez, dá ares de Sherlock Holmes e tem a voz de Ryan Reynolds. Ou pelo menos é dele a voz que só o protagonista (Justice Smith) consegue ouvir – e lá para o fim os espectadores perceberão porquê, excepto os adultos (que muito antes já terão adivinhado o twist).

A historieta acaba por descambar nos temas que, parece-nos, fazem sempre parte de todos os blockbusters genéricos e familiares: a relação entre pais e filhos, uma cidade criada por um homem bonzinho que, afinal, tem segundas intenções, e no fim das lutras, o amor resolve tudo. Diria que este tipo de filmes industriais para pequenos e grandes espectadores não conseguiu, ainda, ultrapassar os vícios que Spielberg deixou no circuito mainstream norte-americano.

Dito isto, ai daqueles que pensem encontrar, em Detetive Pikachu, uma reflexão profunda sobre a humanidade, o estado das coisas ou os direitos dos animais. O filme é feito exclusivamente para agradar os antigos fãs e maravilhar novos miúdos para esta saga monumental e interminável de bicharada mágica a lutar entre si. A fofura dos Pokémons que vão aparecendo por toda a aventura irá também agradar aos nostálgicos, que irão entender algumas private jokes a eles associadas. E descobrirão as potencialidades do CGI moderno, que por muitos instantes nos faz duvidar que aquele Pikachu não é mais do que uma criação computadorizada.

Honestamente, não há muito mais para dizer que seja relevante. Detetive Pikachu não é mais do que isto: um filme agradável, sensaborão mas com uma réstia de personalidade nas suas personagens animadas. Não falemos dos humanos, que nos fazem pensar se não serão eles que foram feitos em CGI, neste filme carregado de efeitos e servido directamente aos seus seguidores, ou aos que, como este que se assina, viveram o fenómeno no tempo certo (e que, mais tarde, interessou-se por outras coisas) e que encontraram, em alguns elementos do filme, motivos para despertar referências da infância há muito enterradas na gaveta mais poeirenta da memória. Foi o que tornou o visionamento prazeiroso, mas depois disso, já só ficou a memória deste felpudo e mui bem conseguido Pikachu.

Os fãs ficarão contentes pelo respeito que Detetive Pikachu tem pelo universo que retrata, e entre o que costumamos ver no que a filmes de videojogos diz respeito, não se safa nada mal. Mas isso não chega para que, no fim, tudo não fique banhado de mediania. Já vimos filmes para a família que tinham maiores intenções de se tornarem atentados à sanidade mental. Valha-nos, ao menos, o facto da viagem detectivesca de Pikachu não maçar a nossa cabecinha, deixando os miúdos felizes e os graúdos agradados pela ligeireza do filme e dos animaizinhos com a sua graça.

Review overview

Summary

Filme feito para fãs novos e antigos, Detective Pikachu cumpre todos os objectivos de um blockbuster convencional, destacando-se apenas pela eficácia da transposição do universo para a imagem real.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
2.5 10 mediano

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,