Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[MOTELX 2019] Resumo do 2º dia

Neste segundo dia do festival, houve oportunidade de ver meia-dúzia de curtas-metragens internacionais e uma nacional, em competição. Este formato desafiante, de curta duração, permite o desenvolvimento, muitas vezes, de conceitos assentes na omissão de informação que jogam com os preconceitos e pressupostos dos públicos, tentando regularmente surpreender no desfecho. Resumo aqui os filmes vistos:

  • Piggy (Cerdita, Carlota Pereda, 2018)
  • Countryside (Pleine Campagne, Pierre Mouchet, 2018)
  • Bed Time Story (El Cuento, Lucas Paulino e Ángel Torres, 2019)
  • Aquarium (Acquario, Lorenzo Puntoni, 2018)
  • Fears (Miedos, Germán Sancho, 2018)
  • Retch (Keir Siewert, 2018)
  • Reverso (Victor Santos, 2018)

No capítulo das longas-metragens, fica o resumo de seguida.

Carmilla (Emily Harris, 2019)

Estreia confiante e sóbria da argumentista e realizadora Emily Harris na adaptação do romance gótico do mesmo nome de Sheridan Le Fanu. Além de ser uma história envolvendo vampirismo anterior a Dracula, de Bram Stoker, representa um romance entre duas mulheres, tema tabu no século em que foi escrito. Harris desenha em Carmilla um filme atmosférico, envolto em subtil tom de mistério, em que o vampirismo representa a libertação feminina das amarras da sociedade e de fé numa época em que se acreditava, por exemplo, que ser canhoto convocava o Diabo. Curiosidade para a banda sonora da autoria de Phil Selway, da banda Radiohead.

All the Gods in the Sky (Tous les dieux du ciel, Quarxx, 2018)

Filme em competição, All the Gods in the Sky é um drama duro e violento sobre traumas de infância que maturam ao longo dos anos e colocam em causa a sanidade de quem carrega a culpa de erros infantis, mas de consequências drásticas. Simon toma conta da irmã, no limiar da consciência, fruto de um acidente em criança, e vive em sobressalto e constante paranóia. Convicto que os querem separar, acredita também estar em contacto com entidades superiores extraterrestres que os levarão dali para fora, acabando com o sofrimento de ambos. Quarxx encena momentos desconfortáveis e mantém o equilíbrio na fronteira entre a sanidade e a ilusão, não evitando porém um atafulhar de elementos na recta final, perdendo-se assim o foco da narrativa e, com ele, os temas desenvolvidos até então.

Encontram a programação completa do Festival em https://www.motelx.org.

Comentários

Written by António Araújo

António Araújo

Cinéfilo, mascara-se de escritor nas horas vagas, para se revelar em noites de lua cheia como apaixonado podcaster.

294 posts