Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[MOTEL/X 2017] Dave Made a Maze

de Bill Waterson

mediano

Dave Made a Maze é um filme bem humorado de pendor surreal e fantástico com um gosto pela estética artesanal e DIY onde um grupo de pessoas numa missão de salvamento se perde num labirinto de cartão.

 

Mais um título que traz as suas influências bem vincadas nas mangas. Realizado por Bill Waterson — não, não é o criador do Calvin & Hobbes —, Dave Made a Maze é o fruto da inspiração do seu autor (segundo o próprio) em filmes como Os Goonies (1985) e Os Caça-Fantasmas (1984) — mas alguém tem de me explicar qual a influência, além de uma certa destilação de aventura infantil que pode ser encontrada em tantos outros títulos — e em autores como Terry Gilliam e Michel Gondry — o primeiro é compreensível e o segundo é inegável de tão evidente. Esta é uma obra de pendor surreal e fantástico com um gosto pela estética artesanal e DIY, tendo sido conseguida integralmente com efeitos especiais “caseiros” e truques ópticos “tradicionais” — ou seja, sem recurso a computação gráfica.

Dave, um artista frustrado que sente não ter atingido o seu potencial, transforma a sua vontade de criar num labirinto de cartão que constrói na sala da sua casa por puro capricho. Este está recheado de armadilhas e criaturas fantásticas e, apesar de fazer duto parte do seu imaginário, Dave fica preso na sua própria construção. Quando a namorada e os seus amigos se lançam numa missão de salvamento, esta não corre como esperado e as mortes começam a acontecer.

Dave Made a Maze pode ser descrito como um filme de terror e suspense com violência apropriada para crianças. No entanto, tematicamente, é uma metáfora para um certo sentimento de falta de rumo à chegada da vida adulta. E o conceito esgota-se na própria premissa. Contando com momentos originais e engraçados, é, no entanto, algo ingénuo na caracterização estereotipada das personagens, não oferecendo a profundidade necessária para contrabalançar a fragilidade da estrutura conceptual onde se suporta. Gondry constrói os seus mundos a partir da imaginação das suas excêntricas e sonhadoras personagens, enquanto que aqui estamos presos (figurativamente e obviamente) no espaço confinado do cérebro da personagem principal, nítido reflexo das ansiedades artísticas e pessoais do seu autor. E, dado este constrangimento, ficamos com tanta vontade de sair do labirinto, como as personagens que lá se encontram presas.

Review overview

Summary

Dave Made a Maze é divertido na sua emulação dos universos de Michel Gondry mas encerra-se na própria metáfora, aprisionando os espectadores no processo.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
2.5 10 mediano

Comentários

Written by António Araújo

António Araújo

Cinéfilo, mascara-se de escritor nas horas vagas, para se revelar em noites de lua cheia como apaixonado podcaster.

283 posts