Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[MOTEL/X 2017] 78/52

de Alexandre O. Philippe

Very good

78/52 é um documentário que se propõe a dissecar a famosa cena do chuveiro de Psico, o influente filme de Alfred Hitchcock.

 

Uma das mais valias de um evento como o MOTELX é a oportunidade de assistirmos, na secção Doc Terror, a documentários, nomeadamente olhares sobre o próprio processo fílmico e um olhar para além da cortina e um vislumbre da magia da sétima arte, tema infinitamente fascinante para qualquer cinéfilo frequentador do festival.

78/52, realizado por Alexandre O. Philippe, propõe a dissecação da famosa cena do chuveiro de Psico, sem qualquer sombra de dúvida um filme influente na história do cinema, em geral, e do género de terror, em particular.  A designação do título refere-se aos setenta e oito posicionamentos de câmara na duração de cinquenta e dois segundos da famosa cena que chocou audiências quando foi exibido originalmente e abriria portas para uma recalibração dos limites do que poderia ser mostrado (ou habilmente sugerido) no grande ecrã.

Combinando um misto de recriações estilizadas — felizmente servidas em pequenas doses —, imagens de arquivo e conversas em formato “cabeças falantes” — que conta com um número generoso de realizadores, editores, técnicos de som, compositores e outros contribuidores bastante interessantes, incluindo, entre outros, Peter Bogdanovich, Guillermo del Toro, Bret Easton Ellis, Mick Garris, Danny Elfman, Justin Benson, Aaron Moorhead, Walter Murch, Richard Stanley ou a dupla de corpo na cena de Janet Leigh, Marli Renfro —, Philippe constrói uma obra que não se limita a analisar a famosa cena de um ponto de vista técnico.

A verdadeira surpresa e mais-valia de 78/52 é o seu enquadramento histórico do ponto de vista do momento cultural do momento em que foi produzido, bem como a exploração das fundações, valores e morais que Psico abanou. Posto isto, oferece também um trabalho analítico que se foca nos temas e obsessões de Hitchcock, partindo do micro — lançando luzes sobre a simbologia polvilhada em Psico que rodeia e enriquece a cena do chuveiro, demonstrando, para quem não se tenha apercebido ainda, da genialidade narrativa e visual do realizador — até ao macro — estabelecendo paralelos entre Psico e muitos outros filmes da carreira do mestre do suspense onde as preocupações temáticas vão encontrando eco entre diferentes títulos ao longo da sua filmografia.

Por muito bem que se conheça Psico, ainda se podem encontrar algumas surpresas em 78/52. Além disso, não será todos os dias que se entra numa sala de cinema para ver um filme que, de forma académica mas sempre cativante, nos faz subir o nosso nível de apreciação por outra obra cinéfila.

Review overview

Summary

78/52 é um excelente filme de Alexandre O. Philippe que se propõe a dissecar a famosa cena do chuveiro de Psico e que, pelo caminho, lança novas luzes sobre a importância e genialidade do trabalho de Alfred Hithcock.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
8 10 Very good

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,