Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[MOTEL/X 2018] Ghost Stories

de Jeremy Dyson e Andy Nyman

bom

Algures entre as histórias de fantasmas e um surrealismo que lembra David Lynch, Ghost Stories é a primeira aventura no cinema de longo formato da dupla Jeremy Dyson e Andy Nyman.

 

Não estreou ainda entre nós, nem os nomes dos autores e realizadores – Jeremy Dyson e Andy Nyman, até aqui quase só conhecidos por séries de TV, e principalmente como guionistas – são nossos familiares. Mas Ghost Stories – uma peça de teatro convertida em cinema – tem tudo para agarrar o público ávido de histórias inteligentes envolvendo o terror sobrenatural… ou mais natural do que pode parecer.

Centrado no personagem do Professor Phillip Goodman (o próprio Andy Nyman), Ghost Stories conta-nos a história de um caçador de fraudes, espécie de Houdini do sobrenatural que quer provar a todo o custo – numa espécie de acerto de contas com um passado familiar que não nos é dado a compreender – que os efeitos sobrenaturais não passam de logros para enganar mentes fragilizadas e por isso receptivas a serem enganadas.

Quando Goodman é contactado pelo elusivo Dr. Charles Cameron, o seu ídolo de infância, e um David Attenborouh do oculto, com programas de televisão que desmistificavam os fenómenos paranormais, tudo muda. É que Cameron está agora convencido de que a sua vida foi um desperdício, e tudo o que sempre negou existe. Entrega, por isso, a Goodman três casos que o convencerão a mudar de rumo.

O filme torna-se então uma espécie de antologia, em que assistimos a três histórias diferentes, seja em narrativa, personagens e mesmo em tom. A primeira (interpretada pelo habitual comediante Paul Whitehouse) leva-nos a umas catacumbas assombradas; a segunda (protagonizada pelo jovem Alex Lawther, que vimos recentemente na série The End of the F***ing World), lembra-nos um terror demoníaco dos anos 60, com aparições de chifrudos; e a terceira (conduzida pelo conhecido Martin Freeman), a funcionar como uma espécie de guia, que nos faz pensar em Nas Portas do Inferno (Angel Heart, Alan Parker, 2007) questionando-nos se tudo não passa de uma caminhada de aprendizagem em que Goodman tem de ser iniciado, de episódio em episódio, para aprender algo sobre si próprio.

Se isolados, os vários elementos não trazem muito de inovador, o que fica é essencialmente um ambiente bem construído, um mistério intrigante, e uma série de situações que vão do quase cómico ao perfeitamente assustador, com muitos toques de um surrealismo desarmante, que aqui e ali parecem uma piscadela de olho a David Lynch – é difícil imaginar alguns dos cenários sem lembrar Twin Peaks, nem ouvir o recorrente choro de um bebé sem pensar em No Céu Tudo É Perfeito (Eraserhead, 1977). Afinal, como Lynch concordaria, os maiores fantasmas são os que trazemos na nossa cabeça, e Ghost Stories é uma tentativa interessante de mostrar isso mesmo.

Review overview

Summary

Primeira longa-metragem da dupla Jeremy Dyson e Andy Nyman, Ghost Stories é uma antologia de diferentes histórias que levam a um final onde sobrenatural, questões pessoais e surrealismo se misturam de modo surpreendente e provocante.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
3 10 bom

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,