Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[MOTEL/X 2018] Errementari: The Blacksmith and the Devil

de Paul Urkijo Alijo

muito bom

Uma das boas surpresas do MOTEL/X 2018, o basco Errementari: The Blacksmith and the Devil (2017) é um conto de fadas cru, sujo e irreverente, contado com humor e bom gosto.

 

Primeira longa-metragem do basco Paul Urkijo Alijo, Errementari: The Blacksmith and the Devil (Errementari, 2017), mais que um filme de terror, é um filme fantástico que nos lembra os tempos em que as histórias infantis tinham o seu quê de pedagógico, que muitas vezes era também negro e assustador.

E é essa a proposta que Paul Urkijo Alijo nos faz, numa viagem ao folclore da sua terra natal, para re-imaginarmos uma lenda local (mas com muito de universal), à luz de um olhar infantil. Imagine-se a forma de misturar realismo e fantasia de O Labirinto do Fauno (El laberinto del fauno, 2006) de Guillermo del Toro, mas agora de um modo mais cru e sujo, ou não estivéssemos nós no País Basco do século XIX, pobre, e ainda a lamber as feridas da Guerra Carlista (1833-1840).

Aí, com um pé na descrição negra de um povo triste, e outro no olhar irreverente de uma criança muito teimosa (a carismática Uma Bracaglia), conhecemos a história de um ferreiro (Kandido Uranga), aparentemente tão mau que até o Inferno o teme, e de um demónio (Eneko Sagardoy) pouco dotado para cumprir a sua missão. Mas como nem tudo é o que parece, o enredo revela-se sinuoso e sempre cativante, levando a alianças inesperadas e decisões surpreendentes, onde prosaico e transcendente (que é como quem diz Terra e Inferno), vão coexistir de tal modo que cada um passa quase a caricatura do outro.

Com um lado moral que se pede a um conto de fadas (o papel cego e pesado da Igreja, a visão do Inferno como tortura pessoal ainda em vida, a culpa dos condenados que procuram a sua própria pena, e o tal olhar infantil como surto de esperança), Paul Urkijo Alijo conta uma história bonita, visualmente estimulante e brilhantemente filmada, com valores de produção acima do esperado para um realizador desconhecido, o que se deve em parte ao apadrinhamento de Álex de la Iglesia, que se deixou fascinar pelos desenhos do autor, na fase de preparação do filme.

Review overview

Summary

Conto de fadas que mescla realismo histórico com fantasia colorida, um pouco ao jeito de O Labirinto do Fauno (2006), Errementari surpreende pela frescura de um conto universal, filmado com mestria pelo jovem Paul Urkijo Alijo.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
3.5 10 muito bom

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,