Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Goosebumps: Arrepios

de Rob Letterman

mediano

A nostalgia é uma coisa tramada! Confesso que principal ideia seria evitar este filme – a quantidade de opiniões más que tinha lido até à altura não abonaram a seu favor –  a verdade é que apesar de nunca ter lido a série de livros Arrepios, seguia com muito gosto a adaptação televisiva. Este é então o live-action, baseado nas obras literárias de R. L. Stine querido de muita gente que cresceu nos anos 90.

Quando Zach (Dylan Minnette) se muda com a mãe Gale (Amy Ryan) de Nova Iorque para a cidade de Madison no estado de Delaware, logo no primeiro dia de chegada ao novo bairro, tem um estranho encontro com os misteriosos vizinhos da casa do lado, o enigmático Mr. Shivers (Jack Black) e a bonita filha Hannah (Odeya Rush) apercebendo-se de imediato que algo invulgar se passa para lá das paredes da casa do lado. Na noite seguinte à sua chegada, Zach houve Hannah discutir com o pai, gritando de forma aflitiva logo de seguida, sente que ela se encontra em perigo e chama a policia. Pasmado com o facto de Mr. Shivers ter dito à policia que só podia ser engano pois não tinha filha nenhuma, Zach decide entrar em acção e com a ajuda do improvável novo amigo de liceu Champ (Ryan Lee) entra na casa dos vizinhos para resgatar a rapariga. O segredo que eles escondiam mal poderiam imaginar.
A ideia de que os livros de R. L. Stine ganhariam vida, tem tanto de sensacional como de assustador, ver essa adaptação por si só, do universo criado por ele que salta das histórias para o mundo real, suscitava a minha curiosidade. A verdade é que a química entre Jack Black e o elenco de jovens actores é forte, mas a quantidade de buracos no enredo e o fraco desenvolvimento de personagens não ajuda. Os clichés são muitos, o romance entre Zach e Hannah forçado e a animação em CGI deixa muito a desejar. Mas Slappy está de volta e trás um brilhozinho especial à coisa (pelo menos para mim) visto que era um dos mais temíveis personagens Goosebumps de sempre!

Poderia ser bem melhor, mas a verdade é que mesmo assim entretém. Não nos podemos esquecer é principalmente pensado para um público mais jovem que certamente irá ficar convencido com o simples facto de haver romance, um pouco de comédia e um certo espírito de aventura.

Review overview

Summary

A química entre Jack Black e o elenco de jovens actores é forte, mas a quantidade de buracos no enredo e o fraco desenvolvimento de personagens não ajuda.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
2.25 10 mediano

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *