Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[Festa do Cinema Italiano 2017] La ragazza del mondo

de Marco Danieli

bom

Olhar crítico para o modo de vida das Testemunhas de Jeová, La ragazza del mondo é a história de uma rapariga que se atreve a experimentar o mundo exterior, contra tudo o que lhe foi ensinado.

 

Primeira longa-metragem de Marco Danieli, que também é co-autor do argumento, La ragazza del mondo é um filme com um tema um tanto surpreendentemente original, uma vez que aborda um assunto de que todos já ouviram falar, mas que talvez poucas vezes tenha sido retratado no cinema: as Testemunhas de Jeová.

A nominal rapariga «do mundo» (epíteto dado pelas Testemunhas de Jeová às pessoas que não sigam a sua crença) é Giulia (Sara Serraiocco), uma jovem devota, praticando o conhecido estudo da Bíblia de porta em porta, ciente de estar na fé verdadeira. Só que um dia, Giulia deixa-se fascinar por um homem do mundo, o ex-delinquente Libero (Michele Riondino), a quem ela conseguira um emprego por simpatia para com a mãe dele. Embora a início Giulia queira fechar os olhos ao facto, sabe estar numa rota de colisão com a sua comunidade, que a expulsará, caso ela prossiga com aquela relação.

La ragazza del mondo torna-se então uma crítica clara ao modo de vida das Testemunhas de Jeová, na forma como limitam as liberdades, e usam a chantagem emocional dos laços familiares para impor a sua via, ostracizando por completo aqueles que abandonarem as suas regras. A dada altura descreve-se a fé da comunidade como uma jaula num mar de tubarões, que protege quem está dentro dela de ser comido. É esse mar que Libero representa, arrastando Giulia para uma vida sem rumo, em breve às mãos do tráfico de drogas.

Dando uma visão de fora, onde as Testemunhas de Jeová são mostradas como os castradores da liberdade de uma rapariga que quer estudar, evoluir e ter uma vida «normal», La ragazza del mondo poderia traçar um conflito menos a preto e branco. Mas tendo por um lado um conselho de anciãos que faz interrogações sexuais quase patéticas, e sendo a alternativa o submundo da droga, Giulia tem de ter uma coragem descomunal para poder escolher o seu caminho em paz, num enredo demasiado caricatural.

Nessas águas revoltas destaca-se Sara Serraiocco, talvez numa personagem inverosímil pela coragem de quem ainda pouco antes era tão devota, mas conseguindo em partes iguais dar à sua Giulia a serenidade da quase beatitude religiosa, e o aventureirismo (mesmo de natureza sexual) de quem se quer descobrir sem barreiras. O filme não é imparcial, nem será essa a sua intenção, tendo por mérito a chamada de atenção para as diferenças de escolhas de vida que nos rodeiam, e os conflitos que elas podem gerar, sem se deverem a imigrantes de outros continentes.

Apesar das suas fraquezas, pela pertinência do tema, e pela força de Sara Serraiocco, La ragazza del mondo não deixa de ser uma proposta que vale a pena descobrir.

Resumo da crítica

Summary

Olhar para o mundo das Testemunhas de Jeová, La ragazza del mondo pinta demasiado a preto e branco as diferenças entre modos de vida distintos, vistos pelos olhos da corajosa Giulia, interpretada por Sara Serraiocco.

Classificação

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
3 10 bom

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *