Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[Festa do Cinema Francês 2018] Au poste!

de Quentin Dupieux

muito bom

Escrito e realizado por Quentin Dupieux, um autor com carreira na comédia, Au poste! (2018) é uma comédia centrada nas personagens de Benoit Poelvoorde e Gregoire Ludig, as quais parecem retirados de uma comédia animada.

 

O primeiro, é o insensível comissário de polícia Buron, e o segundo o suspeito inusitado Fugain. Ambos passam um longo serão na esquadra a delinear a narrativa dos acontecimentos que levaram a uma misteriosa morte, num interrogatório sem fim e tantas vezes interrompido, que parece quase pensado por Buñuel. E se o prólogo – um maestro que dirige semi-nu uma orquestra numa floresta, até ser levado pelas autoridades – já deixava adivinhar algum surrealismo, ele vai-se instalando lentamente, primeiro nos diálogos, depois em situações (como o polícia Philippe e as desgraças que lhe vão acontecendo), e depois na forma como a narrativa e seus flashbacks se vão misturando com personagens que neles não tinham participado (olá Charlie Kaufmann!). Tudo leva a um final surpreendente que deixará boquiabertos todos os que procurarem um fio à meada, mas que lembra, afinal, que tudo o que vemos no ecrã é uma ilusão, pelo que o seu desenlace é algo insignificante quando comparado com a imaginação do autor.

Autor esse que, habituado a provocar com histórias invulgares, faz aqui uma desconstrução do filme policial, em particular das habituais cenas de interrogatório, com personagens inicialmente normais mas cujas excentricidades se vão tornando cada vez mais centrais, ao ponto de tomarem conta da narrativa. Com pouco mais de 70 minutos, o filme torna-se uma espécie de ensaio que talvez nunca chegue a respirar o fôlego para o qual se vai preparando.

Mas num filme onde ninguém é normal, nenhum enredo chega ao fim e qualquer racionalidade é por fim destruída, a química dos actores, a riqueza das personagens e diálogos, e o domínio do tempo e do espaço revelado pelo realizador, devem ser suficientes para agarrar os menos tolerantes com o surrealismo evidente de toda a trama.

Review overview

Summary

Comédia surreal de desconstrução de um simples (e tantas vezes repetido) interrogatório policial, Au poste! surpreende pela riqueza dos diálogos e interpretações dos seus protagonistas.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
3.5 10 muito bom

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,