Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[Especial Marvel 2016] Thor: O Mundo das Trevas (2013)

de Alan Taylor

Thor: The Dark World

Quando um antigo inimigo ameaça Asgard e o Planeta Terra, Thor decide impedir que tal aconteça. No entanto, as coisas tornam-se pessoais quando, através duma misteriosa pedra poderosa, Jane, a amada de Thor, fica em perigo de vida.

 

Depois da estreia de Thor no cinema pelas mãos de Kenneth Branagh, segue-se a vez de Alan Taylor (realizador na série A Guerra dos Tronos) dar a sua mãozinha. Chris Hermswoth, Natalie Portman, Anthony Hopkins, Stellans Skasgard, Idris Elba, Tom Hiddleston e Rene Russo regressam. No entanto, apesar da boa premissa, esta segunda aventura do Deus do Trovão acaba por ser um dos momentos mais fracos da Marvel.

Apesar de servir como um entretenimento competente e divertido, O Mundo das Trevas peca pelo argumento básico e pela realização pouco confortável de Taylor. Como tal, certos momentos que deveriam ter um impacto emocional mais forte acabam por não resultar, devido à falta de atenção que recebem, em detrimento dos momentos de acção.

Apesar de vários defeitos, Thor: O Mundo das Trevas diverte e acaba por ter um papel importante para o futuro da saga, servindo de introdução a uma das seis pedras que, mais tarde, farão parte da Infinity Gauntlet, história que será, de certo, a trama principal do terceiro capítulo de Os Vingadores, a estrear em duas partes em 2018 e 2019.

Review overview

Summary

Apesar de ter mais doses de acção que o seu antecessor, esta sequela acaba por ser mais fraca, tornando-se num dos pontos fracos do universo da Marvel. Mesmo assim, o seu valor de entretenimento mantém-se, mesmo que a fórmula da produtora seja algo repetitiva.

Ratings in depth

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
3 10 bom

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *