Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

[Cine Fiesta 2016] Corpo de Elite

de Joaquín Mazón

muito mau

Corpo de Elite é uma boa amostra de como é possível replicar na Europa a fórmula americana de comédias de ação com todos os seus defeitos e nenhuma das suas virtudes.

 

Santi, Lola, Pep, Gorka e Byron são recrutados pelo Ministro Boyero para substituir o Corpo de Elite Autónomo, vítima de uma emboscada traidora, numa missão para recuperar uma bomba nuclear que ameaça Espanha. Oriundos das diversas regiões e instituições militares do país têm de se unir no esforço de defender a segurança nacional. Santi é um Agente de Mobilidade madrileno, Lola é uma Guarda Civil andaluza, Pep é um Mosso d’Esquadra catalão, Gorka é um Ertzaina do País Basco e Byron é um emigrante equatoriano que alega ter nascido em Cuenca e que pertence à Legião Espanhola.

Corpo de Elite é uma comédia com inclinações de spoof que remete para o imaginário do James Bond e Missão: Impossível, na linha do que Rowan Atkinson fez com Johnny English (2003) e O Regresso de Johnny English (2011), se bem que com os elementos nonsense mais contidos. E este é um dos primeiros sinais de alerta pois em 2016 esta é uma premissa muito batida e com um enorme défice de originalidade. Infelizmente a execução confirma todas as piores previsões. Apesar de algumas gargalhadas genuínas no primeiro terço do filme, a banalidade e previsibilidade do humor desperdiça o potencial de confronto regional que a combinação dos vários protagonistas promete. Acabamos com um híbrido de narrativa genérica, de cariz universalmente reconhecível, com personagens muito específicas caracterizadas pelas particularidades regionais espanholas, dirigidas ao público-alvo do próprio país de produção e algo herméticas para os restantes espectadores que, no entanto, são tratadas de forma estereotipada, aprisionadas em piadas xenófobas, sexistas ou, pior que tudo, sem graça.

A diversidade de produção é saudável para qualquer indústria cinematográfica, e os valores de produção são assinaláveis e à altura de muitas das produções anglo-saxónicas onde foi buscar o template, com as limitações de orçamento a afectarem apenas de forma óbvia as poucas instâncias onde são utilizados efeitos visuais digitais. É pena que tais recursos sejam, então, desperdiçados em tentativas genéricas de humor, diluindo as especificidades geográficas que lhe poderiam dar um traço distintivo.

Resumo da crítica

Summary

Corpo de Elite é uma comédia com inclinações de spoof que desperdiça em tentativas genéricas de humor as especificidades geográficas que lhe poderiam dar um traço distintivo.

Classificação

  • Argumento
  • Interpretação
  • Produção
  • Realização
1 10 muito mau

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *