Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Arroios Film Festival 2016 | Entrevista

Arroios Film Festival 2016© by Arroios Film Festival

O Arroios Film Festival apresenta-se de 1 a 8 de Julho de 2016 na Escola Secundária de Camões e Mercado de Culturas (Mercado Forno do Tijolo), em Lisboa. Margarida Martins, presidente da Junta de Freguesia de Arroios, dá-nos algumas respostas sobre o que será a 1.ª edição do festival.

 

O que é o AFF?
O Arroios Film Festival (AFF) é um festival internacional de curtas-metragens, com o tema da inclusão, organizado pela Junta de Freguesia de Arroios.

Como surgiu a ideia?
Arroios é uma freguesia com cerca de 80 nacionalidades. É de forma natural que surge a ideia em apresentar a inclusão através do cinema, cruzando este conceito com a interculturalidade presente na freguesia e que inspira o modo de vida em Arroios.

Há quanto tempo trabalham nesta 1.ª edição?
Estamos a trabalhar nesta edição mais efetivamente desde o início do ano, embora esta seja uma ideia que tenha vindo a ser pensada em termos de concretização há cerca de 1 ano.

Quais são as expectativas?
Queremos sublinhar e reforçar a temática do festival como um pilar de referência na forma de vida intercultural em Arroios e dar ênfase a um tema cada vez mais premente na vida da humanidade: a inclusão.

Qual o critério para a selecção dos filmes a exibir?
O primeiro critério de seleção utilizado foi o tema do filme e se este se integrava ou não no conceito de inclusão. Num segundo momento, a seleção teve em consideração um critério de avaliação que se prendeu com a abordagem cinematográfica ao tema com todas as variantes que aí se incluem. A originalidade da abordagem cinematográfica, a qualidade técnica, a narrativa e a representação foram alguns dos factores tidos em conta, entre muitos outros.

 

Inclusão é o mote do AFF, consideram que o cinema tem essa capacidade?
O cinema em si é um instrumento poderosíssimo. No caso especifico do AFF, acreditamos que o cinema pode ajudar a refletir, a compreender, e a contribuir para a introdução do conceito da inclusão, na sociedade.

Como se deu a escolha do Júri?
Em primeiro lugar, procurou-se que o comité oficial de júri do AFF fosse o mais eclético possível. Foram convidados profissionais experientes na área do cinema e do audiovisual que representassem vários continentes. O resultado final foi: Irão, Portugal, México e Angola.

Quais os maiores desafios na organização do AFF?
Claramente, fazer uma seleção de entre os 3200 filmes recebidos, provenientes de 116 países. Depois, todos os que são inerentes à organização de um evento deste tipo em termos de produção, comunicação, e muito mais.

Já estão a trabalhar em ideias para uma 2.ª edição? Podem revelar alguma?
Para já, gostaríamos que todos usufruíssem daquilo que preparáramos para esta edição. E que este seja o primeiro de muitas mais edições deste festival.

Querem deixar alguma palavra aos leitores da Take?
Que venham celebrar a inclusão através do cinema connosco. São todos bem vindos.

 

Clique aqui para aceder ao programa completo


+ info:
arroiosfilmfestival.com
Evento Facebook

Na foto: Margarida Martins, presidente da Junta de Freguesia de Arroios

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *