Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Realização: Um Trabalho por Objectivos

Realização: Um Trabalho por Objectivos

“Acção”. A partir daqui e até ao “Corta”, a vontade do realizador é teoricamente soberana. Em alguns realizadores isto foi sempre um pouco mais verdade que em outros. Porquê? Porque o cinema é arte e é indústria. É criatividade e material. Balança entre cada objecto ser mais ou menos único e mesmo assim tão genérico que possa ser visto pelo maior número de pessoas possível.

 

Pelo menos quando os meios que envolvem uma produção assim o obrigam.

A individualidade do realizador dentro do cinema é um conceito tornado mais conhecido pelo que envolveu a Nova Vaga em França mas que apesar disso sempre existiu no cinema. Edwin Porter, George Méliès, D.W. Griffith ou Jean Renoir, de diferente formas sempre trabalharam segundo uma forma pessoal, dita ‘de autor’, contribuindo para um cinema, embora isto possa parecer contraditório, mais uniformizado, evoluindo-o através de uma visão própria da matéria que dispunham: todo o cinema.
Mas afinal o que é realizar um filme?

Realização: Um Trabalho por Objectivos

Depende dos meios envolvidos e depende qual é o objectivo traçado para o filme mas em comum o papel do realizador será sempre indicar o posicionamento da câmara, escalas, quase sempre dirigir os actores e organizar estilisticamente o filme. Dentro da equipa quase tudo gira à volta dele.

Naturalmente a forma como gere os meios que tem e o que pretende construir é uma forma de distinguir um bom de um mau trabalho.
Numa época em que todos podem manifestar a sua opinião sobre tudo com base em poucos elementos, é perigoso em nome de um ideal classificar por oposição, por exemplo, realizadores como Steven Spielberg ou Ingmar Bergman. Ambos atingiram níveis de excepção dentro dos ‘seus cinemas’.

Um filme de um realizador, seja ele qual for, deve ser assistido dentro do seu contexto, do seu objectivo. Assim ele é vendido pelos produtores, distribuidores,… Um realizador deve ser assim estudado pelo público mais esclarecido na sua forma e conteúdo.


Marco Laureano
Formador

(www.cursogeraldecinema.com)

Share, , Google Plus, Pinterest,