Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Especial Velocidade Furiosa: Velozes e Furiosos . por Hélder Almeida

A última vez que vimos Bryan ele era um criminoso que se havia tornado numa estrela das corridas ilegais. Agora, Bryan está de regresso ao FBI e persegue o perigoso Braga. Quando Letty (Michelle Rodriguez) é assassinada, a sua perseguição torna-se pessoal. No entanto, depara-se com Dom Toretto, que procura vingança pela morte de Letty, sua namorada. Apesar as suas diferenças, Bryan e Toretto têm de unir esforços.
Velozes e Furiosos é o quarto filme da saga mas o terceiro capítulo na sua cronologia. O realizador Justin Lin regressa depois de Ligação Tóquio juntamente com o argumentista Chris Morgan, a dupla que rrevolucionou a saga por completo. Tal revolução tem começo aqui, quando Lin coloca o mundo das corridas ilegais mais de lado para dar espaço ao cinema de acção, com uma trama simples e vulgar para o género. Para trás começa também a ficar a simplicidade, dando lugar a cenas de acção e exageradas e recheadas de CGI, como é o caso da cena inicial, onde Dom e Letty fogem dum camião cisterna em chamas. A saga começa a ganhar contornos de super-produção e começa aqui o percurso que faz da saga o sucesso que oje é.
Velozes e Furiosos foi um enorme sucesso comercial, apesar de receber algumas das piores críticas para a saga. Para tal sucesso contribuiu o regresso do elenco original (Diesel, Walker, Brewster e Rodriguez), sendo finalmente a sequela que muitos fãs queriam ver. Apaga-se assim o fracasso de Ligação Tóquio, o filme que quase levou a saga a tornar-se num producto directo para o mercado home video.

Share, , Google Plus, Pinterest,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *