Share, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Animais Nocturnos

de Tom Ford

excelente

Escrito, produzido e realizado por Tom FordAnimais Nocturnos é uma das melhores surpresas deste ano. Não é a primeira vez que o estilista que se transformou em realizador surpreende, tendo grande habilidade para nos prender e encantar com os seus trabalhos, como já o tinha feito em 2009 com A Single Man.

 

Susan (Amy Adams) é rica, sofisticada e dona de uma galeria de arte em Los Angeles. Apesar da sua vida de sonho, vive infeliz, presa ao passado e a uma vida que nem sequer chegou a ter tempo de construir decentemente com o ex-marido Edward (Jake Gyllehaal), um escritor falhado que nunca lhe conseguiria proporcionar a vida luxuosa que ambicionava, mesmo existindo muito amor entre os dois. Agora ao lado do actual marido Walker (Armie Hammer), Susan é uma mulher triste, atormentada pelas decisões erradas que outrora tomou, e ao receber em casa a encomenda de um livro escrito pelo ex-marido intitulado de “Nocturnal Animals”, pedindo a sua opinião sobre este, começa de imediato a lê-lo e a ficar cada vez mais perturbada com o que lê. O livro é um thriller sobre a história de um assassinato no Texas, cujos personagens e situações têm algo de muito familiar a Susan. Mas existe muito mais do que aquilo que vemos à superfície. Uma história sobre triunfo, vingança, desespero, amargura e sentido da felicidade, com uma forte crítica social à mistura.

 

Algures entre o art house e o thriller misterioso, o filme está repleto de momentos de horror psicológico, onde a realidade se mistura com a fantasia e os fantasmas do passado atormentam a consciência no presente. Muito bem equilibrado, tem tanto de previsível como de fascinante, pois apesar da sua premissa ser nada de novo, consegue balançar bem as três narrativas que se vão interligando à medida que se vão cruzando a ficção, a realidade e que vamos passando por flashbacks onde as ideias se vão aprofundando cada uma destas distintas passagens. Com uma pitada de inspiração não só Hitchcokiana, mas também de outras grandes obras do género, o filme mexe muito connosco, causando um desconforto essencial em nós. Este também é um filme de poderosas performances, onde todos os personagens parecem estar a debater-se com dilemas interiores. Amy Adams destaca-se mais uma vez este ano, com mais uma performance arrebatadora, feita de muitos silêncios, emoções e expressão corporal que diz muito. Ao seu lado tem os grandiosos Jake Gyllenhaal e Michael Shannon, ambos a interpretar papeis com características muito especificas e Aaron Taylor-Johnson soberbamente perturbador!

 

Animais Nocturnos é capaz de nos sugar para dentro dele. Com muito detalhe e sofisticação, vai ao encontro de muitos dos principais temas da actualidade. Bem executado e bem interpretado, tem tudo para se afirmar num dos grandes do ano, com as miras de Hollywood cada vez mais apontadas para o realizador estilista.

Resumo da crítica

Summary

Muito intrigante e sofisticado, é sem dúvida mais uma das boas surpresas deste ano.

Comentários

Share, , Google Plus, Pinterest,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *